Junho 2018

15/07/2018

O mês de junho iniciou com continuidade dos movimentos de aversão a risco e incertezas que haviam caracterizado o mês
anterior. Logo na primeira semana vieram os dados que deram dimensão ao mercado sobre a paralisação dos caminhoneiros.
Com fluxo de caminhões nas estradas tendo despencado quase 30%, o nervosismo abriu espaço para novas quedas acentuadas,
com o Ibovespa acumulando perda de 9,2% até o dia 18.

Download da Carta